quinta-feira, junho 20

Preço da gasolina pode chegar a R$ 3,80 no DF nesta 5ª. Entenda

Hugo Barreto/MetrópolesDia Livre de Impostos será realizado nesta quinta-feira (6/6), e o comércio colocará à venda produtos sem o valor dos impostos
Nesta quinta-feira (6/6), a Câmara de Dirigentes Lojistas do Distrito Federal (CDL-DF) e a CDL Jovem-DF promovem na capital mais uma edição do Dia Livre de Impostos. A medida consiste na venda de produtos sem o valor dos impostos. Este ano, o preço da gasolina em um posto da Asa Norte, por exemplo, pode chegar a R$ 3,80.
Entre os postos participantes está uma unidade que fica na 206 Norte, que venderá a gasolina com valor 33% menor. A quantia final ainda não é possível saber em razão da política de preços da Petrobras, que faz com que o valor da gasolina varie, mas o litro deve ser vendido a R$ 3,80. Cada cliente poderá comprar até 20 litros.
Além disso, este ano haverá a venda de um carro. O escolhido é um Citroën C3 Live Pack 24/24, na cor grafito, cujo preço original é R$ 84.990. Ele será vendido por R$ 64.990. O interessado em comprar o carro deve se informar de como participar no link.

A data escolhida para o dia livre de impostos corresponde à quantidade de dias que uma pessoa precisa trabalhar para pagar impostos, e é por isso que a cada ano cai em um dia diferente.
Alimentos

Empresas do ramo alimentício também participarão do dia. Uma hamburgueria que fica na 202 Sul venderá alguns sanduíches do cardápio com 32% de desconto. Um smash burguer, por exemplo, que custa R$ 26,90 será vendido por R$ 18,30 e o tradicional cheeseburguer sairá de R$ 40,90 por R$ 27,82.

“Este é um movimento de conscientização da população sobre a quantidade de impostos que ela paga. O objetivo é tornar tangível a carga tributária e, assim fazer com que as pessoas reflitam se a quantidade de impostos paga é adequada para a qualidade dos serviços públicos que são ofertados”, explica o coordenador da CDL Jovem-DF, Hugo Leite. É importante destacar que os impostos dos produtos que são vendidos com desconto são regularmente pagos pelos lojistas.

Outro tema para o qual a CDL-DF quer chamar atenção é para a regulamentação da reforma tributária. “A Reforma Tributária, aprovada no ano passado, é um passo importante na desburocratização do nosso sistema, mas é preciso assegurar que agora, na fase de regulamentação, não haja aumento de tributos, especialmente para o micro, pequenos, médios empresários e para os microempreendedores individuais”, explica o presidente da CDL-DF, Wagner da Silveira.

Por Samara Schwingel – Metropoles

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *